Pesquisa personalizada

TV e VÍDEO

««« DOIS CLIQUES PARA ASSISTIR EM TELA CHEIA »»»

Atualização nos Satélites

Dica

:- SE OS VÍDEOS ESTIVEREM TRAVANDO, ASSISTA EM TELA CHEIA !!!!

«« RTP Internacional - PORTUGAL »»





















































sexta-feira, 13 de julho de 2012

Poker online: a fraude além do jogo e das apostas

Mal Raymond Bitar colocou os pés fora do avião que o transportou da Irlanda até aos Estados Unidos, as autoridades prenderam-no logo ali, no aeroporto John F. Kennedy, em Nova Iorque. O líder do site de apostas online Full Tilt Poker está acusado, desde abril de 2011, de jogo ilegal, fraude bancária e lavagem de dinheiro.

«Nos últimos 15 meses, trabalhei arduamente para tentar encontrar maneira de pagar aos jogadores», afirmou, num comunicado lido pelos seus advogados, no qual alegou que entregar-se às autoridades esta segunda-feira «faz parte desse processo».

Raymond Bitar e outros dez funcionários da Full Tilt terão criado um «esquema Ponzi», uma operação fraudulenta que consistia em utilizar o dinheiro dos jogadores para enriquecerem e que funcionou entre 2008 e 2011. Seis dos arguidos declararam-se culpados de algumas acusações, tendo um deles, um banqueiro, sido condenado a três meses de prisão. Os outros cinco, incluindo o diretor-executivo, de 40 anos, mantiveram-se fora dos Estados Unidos para evitarem a justiça.

Os jogadores de poker criavam contas na Full Tilt para terem dinheiro para apostar online. No entanto, a partir do final de 2010, começaram a surgir problemas no pagamento, porque os responsáveis do site - na sua maioria jogadores profissionais de poker - estavam a retirar esse dinheiro para o seu próprio uso.

Os lucros terão rondado os 430 milhões de dólares (cerca de 347 milhões de euros), deixando o site sem maneira de pagar aos jogadores. Feitas as contas, ficaram por pagar aos utilizadores do Full Tilt 350 milhões de dólares (cerca de 283 milhões de euros).

Em abril de 2011, uma queixa civil originou o processo. Nessa altura, tanto o Full Tilt como o PokerStars, também alvo de acusações, foram bloqueados nos EUA. As apostas na Internet são ilegais nos Estados Unidos desde 2006, pelo que as empresas se foram mudando para «offshores» do jogo ilegal. Foi o caso da Full Tilt Poker, que fez as malas para a Irlanda quando as regras começaram a apertar.

Agora, há uma outra acusação que recai sobre Raymond Bitar e outro funcionário desta empresa, Nelson Burtnick. Segundo o Departamento de Justiça norte-americano, ambos efetuaram uma fraude eletrónica, quando mentiam aos jogadores de poker sobre a segurança do seu dinheiro.

Uma fonte ligada ao processo disse ainda ao «The Wall Street Journal» que a Full Tilt Poker se prepara para fechar o negócio de compra da rival PokerStars, pelo que o regresso de Raymond aos EUA poderá ter outra justificação.

«Eu sei que muita gente está muito zangada comigo. Eu percebo porquê. A Full Tilt nunca deveria ter chegado a uma situação em que não podia pagar aos jogadores», disse o responsável, no mesmo comunicado.

Raymond Bitar declarou-se inocente na primeira audiência em tribunal, esta segunda-feira. O juiz determinou que poderá ser libertado se pagar a fiança de 2,5 milhões de dólares (cerca de dois milhões de euros).

As várias acusações a este tipo de empresas nos EUA têm abalado a indústria do poker. Em 2010, as apostas online rondavam os 18 mil milhões de dólares (14,5 mil milhões de euros) só nos Estados Unidos, e envolviam cerca de 1,9 milhões de jogadores por todo o mundo. Desde que as investigações se centraram nestes sites, as apostas de poker online caíram 83 por cento.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Canales Deportes y Películas

««« SAT TOTAL REPLAY »»»

Arquivos do BLOG

CANAL SAPO VÍDEOS

Atualize por e-mail