Pesquisa personalizada

TV e VÍDEO

««« DOIS CLIQUES PARA ASSISTIR EM TELA CHEIA »»»

Atualização nos Satélites

Dica

:- SE OS VÍDEOS ESTIVEREM TRAVANDO, ASSISTA EM TELA CHEIA !!!!

«« RTP Internacional - PORTUGAL »»





















































sexta-feira, 31 de outubro de 2014

PORTUGAL - Força Aérea interceta mais dois bombardeiros russos

Os F-16 da Força Aérea Portuguesa voltaram a descolar esta sexta-feira da Base Aérea de Monte Real, Leiria, para intercetarem mais dois aviões militares russos, confirmou o Expresso junto de fonte militar.

Somam e seguem os voos da Força Aérea Russa junto ao espaço aéreo europeu controlado pela NATO. Esta sexta-feira, duas parelhas de F-16 da Força Aérea Portuguesa em alerta permanente, ao serviço da Aliança Atlântica na Base Aérea de Monte Real, em Leiria, voltaram a descolar para ir ao encontro de mais dois aviões russos.
 
Esta tarde, momentos depois de ter sido divulgada uma nova intromissão no espaço aéreo sob jurisdição portuguesa, o minsitro da Defesa voltou a garantir que Portugal está preparado para cumprir este tipo de missões, sempre que seja solicitado pelo comando aéreo da NATO.
 
"Fazemo-las sempre com a serenidade e com a prontidão necessária e assim foi mais uma vez, com a Força Aérea a responder àquilo que são os requisitos da NATO", disse Aguiar Branco.
 
Em comunicado divulgado esta quarta-feira, a Aliança Atlântica alertou para a intensificação dos voos da Força Aérea Russa no espaço aéreo europeu. Entre 28 e 29 de outubro, a NATO registou manobras sobre os mares Báltico, do Norte, Atlântico e Negro.
 
De acordo com a NATO, "este voos representam um risco potencial para a aviação civil na medida em que os russo, frequentemente, não registam previamente os planos de voo, nem têm os transponders ligados. Quer isto dizer que o controladores do espaço aéreo civil não podem detetar a presença destes aviões nem garantir que não interferem na circulação das aeronaves civis".
 
Um transponder é um transmissor de rádio que envia para o radar a identificação da aeronave, bem como a sua velocidade, altitude e localização, permitindo, desta forma, o acompanhamento do voo por parte do controlo de tráfego aéreo.
 
Também em comunicado enviado à Agência Lusa, a embaixada russa em Portugal afirmou na quinta-feira que os aviões russos intercetados por caças portugueses cumpriram o Direito Internacional e realizaram voos "em espaço aéreo sobre águas internacionais, não entrando de modo nenhum em espaços aéreos de outros Estados".

 
Fonte - Expresso.PT

Sem comentários:

Enviar um comentário

Canales Deportes y Películas

««« SAT TOTAL REPLAY »»»

Arquivos do BLOG

CANAL SAPO VÍDEOS

Atualize por e-mail